pulsando

Seguidores

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Poema: A FORÇA DE UM NOVO OLHAR





Carinhosamente entrelaçadas, numa fusão
de intenso  calor... duas mãos... e tudo mais.
À sombra da vida, um homem  observa.
Nada mais pode fazer, além de  cantar, 
tristemente, a canção do lamento.
Entre as letras do seu canto, cantado a sós,
a tônica do pranto embarga sua voz.
Não consegue sair do primeiro verso, onde o 
pavor é perverso e somente ele sabe cantar.
Nada mais enxerga a sua frente, e do passado nem 
quer se lembrar.
Ainda procura, nas flores dos campos, o perfume
 do amor que partiu, sem dizer Adeus.
Sequer  para trás olhou. 
Tem medo de enxergar quem pelas costas 
o punhal lhe cravou.
Hoje,  prefere sorrir  da  vida, silenciar 
 as tristes canções 
 que cantou, e adoçar o pranto amargo que 
derramou, com o olhar carinhoso
 de um novo amor...


10 comentários:

  1. Que poema lindo, forte, emotivo! Dá para renascer das cinzas, sim. Seu poema é o retrato de uma trajetória sofrida, amarga... mas como existe, como isso tudo é real!
    Que tristeza o homem arruma para si, não amigo? O bom é que tudo tem solução, enquanto houver vida.
    Parabéns, gostei muito da construção.
    Beijo, um bom feriadão, será feriadão??

    ResponderExcluir
  2. Querida Amiga, Escritora, Taís Luso !
    Tudo isto compõe e resume as angústias
    de muita gente...
    Muito grato pela atenção.
    Um ótimo feriado.
    Sinval.

    ResponderExcluir
  3. Mais um poema preso à memória dos sentidos. Muito emotivo e muito belo, meu amigo Sinval.
    Uma boa semana.
    Um beijo, daqui de Portugal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Amiga, Escritor/Poetisa, Graça Pires !
      São sentimentos indissolúveis...
      Muito agradecido pela costumeira e honrosa
      presença.
      Um carinhoso abraço, aqui do Brasil e uma
      ótima semana.
      Sinval.

      Excluir
  4. Assim como um amor trouxe a tristeza o outro trouxe a alegria. Será amor aquilo que causa tanta tristeza? Acho que o amor só faz sentido quando é capaz de trazer consigo a alegria.

    Feliz final de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Poetisa, Sônia Brandão !
      Estás coberta de razão.
      Teu comentário arremata as angústias
      e esperanças expostas no texto.
      Muito agradecido, querida !
      Uma ótima semana e um carinhoso abraço.
      Sinval.

      Excluir
  5. Cristina Luzia Fontes12 de julho de 2017 11:45

    Lindo! Forte! Dolorido! O poetizar da perda inesperada. Muito mais que superar é esquecer...A vida nas dobras do tempo , e das esquinas.. Abraço, poeta e querido amigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cristina Luzia Fontes, querida Amiga/Poetisa !
      Tudo que se relaciona com as emoções, é forte
      e nos atinge na alma... Tens toda a razão.
      Muito grato pelo atencioso comentário e um
      carinhoso abraço.
      Sinval.

      Excluir
  6. Sim, deixar as mágoas para trás e recomeçar. A vida é um eterno recomeçar diariamente! abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida "Colega", valéria andrade !
      ... e como é necessário recomeçar, não ?
      Faz bem até à saúde física...
      Muito grato pelo distinto e atencioso
      comentário. Um carinhoso abraço.
      Sinval.

      Excluir

Querido leitor...seu comentário é muito importante para mim. Obrigado.