pulsando

Seguidores

sábado, 12 de abril de 2014

Conto poético: AEROMOÇA


 
 
Uma viagem aérea, como  tantas outras.
O trajeto, Brasília /  Rio de Janeiro.
A Empresa, "Air France, " propiciando conforto internacional
aos seus  passageiros.
Na poltrona vizinha, meu colega de escritório. 
Ainda na pista, iniciou-se  uma agradável conversa, para
afastar  o "stress" profissional daquele dia.
Repentinamente, uma voz feminina, meiga, solicita-nos
"colocar a poltrona na posição vertical."
É a aeromoça... deslumbrantemente  linda !
Fascinante, até, posso afirmar.
Um "presente," daquela   Empresa, para encher os olhos
dos seus clientes.
Com um sotaque charmoso, ostentava quatro bandeiras
internacionais, em seu impecável, e vistoso uniforme.
Poliglota !
Meu amigo emudeceu, paralisou... encerrando a conversa
comigo.
Ficou hipnotizado, diante da  Aline, seu nome gravado na
plaqueta funcional.
Ao desembarcar, jogou todo o seu charme para cima da moça,
repetindo os agradecimentos, pelo menos,  por três  vezes.
Recebeu, apenas, uma "boa noite", como todos os demais
passageiros, e no mesmo tom, educado.
Guardou, em sua pasta, o guardanapo como suvenir,
dizendo-me que conseguia sentir o cheiro  das suas mãos.
Desesperado, já no saguão, conseguiu aproximar-se do
comandante da aeronave,  e lhe fez inúmeras perguntas
sobre a Empresa e, claro, a tripulação...
Aline, foi o ponto central das suas curiosidades.
Disse-lhe, então,  o comandante:
" Ela é de nacionalidade francesa.
Só trabalha  em voos internacionais, por sua facilidade de
comunicação. É uma mulher  admirável ! 
Em todas as  viagens, sempre alguém  quer saber alguma
coisa a respeito dela. Eu compreendo.
Estamos de casamento marcado para este ano.
Eu, também, me apaixonei por ela. "
Emudeceu, novamente...
Voltou ao aeroporto, na manhã seguinte, para ver a partida
daquela aeronave, com destino a Europa.
Seus olhos, marejados pela emoção, acompanharam o avião,
até sumir nas alturas de um lindo céu azul, da cor do uniforme
da aeromoça !
Em terra, permaneceu o sofrimento de uma paixão, realimentada
sempre que olha para um  " Céu de Brigadeiro. "
 
 

19 comentários:

  1. ,,,,,
    (",)
    ./♥.
    _| |_ B. E. S. O. S

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga, MARIBEL !
      De tão longe vem o teu carinho, enchendo
      o meu coração de alegria.
      Muito agradecido. Receba o meu afetuoso
      abraço, aqui do Brasil, com destino a tua
      maravilhosa Espanha !
      Sinval.

      Excluir
  2. Hermosa narración. Aline te enloqueció ¡...eh ...? pero ¡qué sorpresa !
    comprometida a punto de casarse con el capitán. Y bueno ... tómalo como un sueño.
    Muchos besos de luz.
    ¡Feliz fin de semana !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, minha querida amiga,
      Maria Del Carmen Nazer !
      Estou muito feliz em receber o teu
      comentário. Estava com muita saudade
      da tua presença.
      Muito agradecido, e um fraternal abraço,
      aqui do Brasil.
      Sinval

      Excluir
  3. Lindo conto que parece real!Adorei e ficou a saudade de uma amor que nem aconteceu! abraços,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amiga Chica !
      Pois este conto é real, ou quase real...
      Sou testemunha. Muito agradecido pela
      generosidade da presença, e do registro.
      Um carinhoso abraço, e feliz domingo.
      Sinval.

      Excluir
  4. Linda história, se é real ou não , deixa transparecer uma poesia, que chega a ser mágica!!
    Grata pela vista, volte sempre, será sempre bem vindo!
    Fica na paz de Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Professora Lourdes !
      Pois este episódio da vida, testemunhei.
      Fico feliz com sua amável presença, e
      generoso comentário. Muito agradecido
      e um ótimo domingo.
      Sinval.

      Excluir
  5. Rapaz, Aline deve ser um fenômeno, capaz de promover este tsunami em um voo. Parabéns pela postagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo Paulo Abreu !
      Pois é... eu a vi, bem de pertinho.
      Meu amigo enlouqueceu !
      Muito grato por tua presença, e
      estimulante comentário.
      Um feliz domingo, e um fraterno
      abraço.
      Sinval.

      Excluir
  6. Sinval , gostei do texto , como sempre . A beleza estonteante da aeromoça fez seu amigo viajar , não é mesmo ? Bom domingo . Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amiga Marisa Giglio !
      O infeliz sofreu muito tempo, querida.
      Muito grato pelo estímulo, e pela
      deferência da tua atenção !
      Um fraterno abraço, e uma ótima
      semana.
      Sinval.

      Excluir
  7. Poeta...quantos amores platônicos.
    Lindo teu conto ,como sempre.
    Abraços
    Iara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga querida, Iara Vilella !
      É verdade. Quantos !
      Que alegria me dás, com tuas opiniões,
      e amável presença. Muito agradecido.
      Uma alegre semana, e um carinhoso
      abraço.
      Sinval.

      Excluir
  8. Amigo eu prendi a respiração lendo a seu texto ate
    comecei a torcer pelo seu amigo.
    Mais , a história terminou o coitado sofrendo de dar dó
    a vida real conheço história um tanto parecida ,
    mais foi num trem ,
    que tudo começou.
    Feliz final de domingo abraços,Evanir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga, Evanir !
      Assisti toda a cena. Foi comovente,
      eu sei. Senti compaixão, também.
      Muito agradecido, querida, por tua
      atenção e generoso registro.
      Uma feliz semana, repleta de alegria
      e plena saúde.
      Sinval.

      Excluir
  9. Há viagens assim: tocam o coração e os sentidos. Muito bem contado este episódio.
    Abraço e Boa Páscoa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga, Graça Pires !
      Como é bom te ver por aqui !
      Agradeço a felicidade que me
      proporcionas. Uma feliz Páscoa,
      e um carinhoso abraço, aqui do
      Brasil.
      Sinval.

      Excluir
  10. Vale a pena ler....
    Nesse Domingo comemora o dia dos pais
    muitos como eu já não tem mais
    a alegria da presença física de pai.
    Por isso de alguma forma nesse dia
    procuro estar feliz da forma
    que meu pai sempre gostou.
    Com certeza ficaria muito chateado
    se pudesse me ver chorar nesse dia.
    Guardo na memoria um pai que
    mesmo sendo bravo a moda antiga.
    Fui muito amada..
    recordo com infinita saudades
    quando brincava passando em meu rosto,
    a barba por fazer.
    Do almoço Domingueiro onde
    minha mãe fazia a pasta
    deliciosa que ela fazia.
    Um abençoado final de semana.
    Feliz dia dos pais independente
    da Circunstância.
    Beijos no coração carinhos na alma.
    Evanir.
    Deixei mimo na postagem como
    lembrança desse dia.

    ResponderExcluir

Querido leitor...seu comentário é muito importante para mim. Obrigado.